Grupo Negaça Capoeira Angola

A capoeira nasceu da ânsia de liberdade que os escravos negros tinham quando nesta terra aportaram. A princípio era uma maneira de se dançar, mas devido as necessidades tornou-se uma luta clássica mandingueira, cheia de murmunhas e negaças.

Embora ofereça momentos de tristeza para os praticantes, 80% dos movimentos trazem muita alegria e diversão, ensinando a sermos humildes e educados.

Nos últimos tempos a Capoeira Angola perdeu muito seus valores pelo fato da maioria dos praticantes darem preferência a Capoeira Regional, que por sua vez também sofreu diversas mudanças comparadas os movimentos ensinados pelo Mestre “BIMBA” nos tempos da velha guarda da capoeira na Bahia.

Sendo assim, nós do “Grupo Negaça Capoeira Angola”, propomos acima de tudo resgatar e manter a importância cultural dos costumes afro-brasileiros.

O Grupo Negaça Capoeira Angola foi fundado em 01-07-1995 no Bairro Paulistano da Bela Vista (Rua dos Bororós, 51) por Mestre Cavaco e pelos professores Pernambuco, Zelão, Martinho, Djavan, Alexandre (Gaúcho) e Carlos (Caco), com objetivo de resgatar e manter a Capoeira Angola e outras manifestações culturais brasileiras. Culturas estas que estão caindo no esquecimento por falta de acesso aos meios de comunicação que dão preferência a culturas estrangeiras que pouco contribuem para a educação e enriquecimento do povo. Muito pelo contrário, contribuem para a alienação e desinformação sobre a história do seu próprio país. Assim acabam se tornando uma sociedade de fácil domínio, sem auto-estima para lutar pelos seus direitos de cidadania.

O Grupo Negaça tornou-se pessoa jurídica em 11/10/2001 e tem a sua sede localizada na Rua Marieta da Silva, 197 – Vila Guilherme – SP.

O nome NEGAÇA, quando procuramos no dicionário encontramos:
Engodo; ceva; isca; chamariz; convite; sedução; engano; provocação; nega; fosquinha.
Então a nossa NEGAÇA vem dos movimentos da capoeira, da malandragem, da malícia, do faz que vai, mas não vai. Em fim, de toda a nossa astúcia que usamos dentro do jogo e da nossa ginga.

O Símbolo, precisávamos de um símbolo forte, que tivesse um impacto quando visto pela primeira vez. O Saudoso Amigo e Padrinho do Grupo o Mestre Sílvio Acarajé, se prontificou imediatamente em criar e desenvolve-lo. Quando ele nos apresentou, aceitamos de primeira, pois ficou um trabalho muito forte, com muita beleza e um grande conteúdo pois nele encontramos: O Arco e a Flecha de Oxossi (Rei da Mata), a Espada de Ogum (Guerreiro da Justiça) e o Berimbau que é o símbolo da Capoeira.

Atualmente o Grupo Negaça Capoeira Angola desenvolve seu trabalho em sua Sede, Comunidades e Escolas.


Grupo Negaça Capoeira Angola